Canon EF 70-200mm f/2.8L II IS USM

A segunda zoom mais importante da linha Canon

Novembro/2014 – Se a “24-70mm f/2.8″ é a primeira especificação mais importante de qualquer fabricante, sem dúvidas a “70-200mm” é a segunda. Com a lógica da proporção 3x para manter a qualidade de imagem nas duas extremidades do zoom, este valor parte de onde o outro termina, cobrindo todo o médio e começo do super telephoto, completando um kit de alta qualidade com abertura máxima constante em apenas duas objetivas: duas zoom, super flexibilidade, máxima qualidade de imagem. Está montado o kit mais usado por profissionais. (english)

EF 24-70mm f/2.8L II USM 70-200mm f/2.8L IS

Ela é uma velha conhecida do canal e chegou por aqui em 2010, logo após a compra da 5D Mark II. Queria experimentar o hype destas zoom brancas 70-200mm (a Canon tem quatro modelos), e decidi começar do topo com abertura máxima f/2.8 e estabilizador. As outras vão perdendo funções, como IS ou um stop de luz em f/4, mas praticamente todas entregam resultados fantásticos na maioria das situações. Será que funciona para você? Vamos descobrir.



CONSTRUÇÃO E OPERAÇÃO

Canon EF 70-200mm f/2.8L IS II USM

Com 1.49kg de 23 elementos (!) em 19 grupos, a EF 70-200mm f/2.8L IS II USM é a lente mais complexa que já vimos no blog do zack. A gigante EF 100-400mm f/4.5-5.6L IS USM tem apenas 17 elementos em 14 grupos, para um total de 1.38kg; e a top prime telephoto EF 200mm f/2L IS USM também tem 17 elementos, mas com vidros muito maiores em 2.54kg. Ou seja, a 70-200mm é a segunda mais pesada. Porém a Canon conseguiu uma construção extremamente robusta e gostosa de usar, com um barrel externo de metal e um equilíbrio perfeito dos elementos. Ela monta bem em corpos full frame de magnésio como a 5D e 1D e não fica pesada nem para frente nem para trás. É fácil de carregar por aí e você pode usar o pé de tripé invertido como alça.

Canon EF 70-200mm f/2.8L IS II USM 200mm f/2L 100-400mm f/4.5-5.6L

Também em 19.81cm de comprimento e 8.8cm de de diâmetro, a 70-200mm f/2.8L IS II está longe de ser discreta. Monte o hood plástico (texturizado, que não risca) em forma de pétala com mais 9cm e você será o fotógrafo mais especial de qualquer lugar. Pessoas te olharão com ares de ostentação e será um inferno entrar em lugares públicos. Por exemplo em todos os parques de São Paulo eu fui parado por um segurança e tive de preencher uma autorização para andar com “equipamento fotográfico profissional”. Para termos o range, a abertura rápida e a qualidade de imagem, natural abrirmos mão da comodidade e discrição na hora das fotos.

Canon EF 70-200mm f/2.8L IS II USM

Comodidade que mecanicamente a Canon se deu o trabalho de colocar na operação da 70-200mm f/2.8 II. Os anéis de zoom e foco manual estão nas posições normais do restante da linha e são super suaves de usar. O de zoom mais firme fica atrás, perto da câmera, e gira cerca de 70º, lógica emprestada pela nova EF 24-70mm f/2.8L II USM. E o de foco manual, na frente próximo do primeiro elemento, é mais suave de mexer. Não há jogo nos movimentos e o ajuste do mínimo (1.2m) até o infinito tem um caminho curto de aproximadamente 110º. Para quem tem mãos grandes os dois anéis ficam ao alcance dos dedos ao mesmo tempo, sem precisar deslizar a mão pelo tubo: use o polegar e o dedo do meio no zoom; e o polegar e o indicador no foco..

Canon EF 70-200mm f/2.8L IS II USM

Ao lado do corpo o excesso de botões pode parecer complicado mas todos eles são auto-explicativos. No meio fica os liga/desliga de foco e IS, cada um com um feedback tátil diferente, com formato distinto em cada botão. E em cima e embaixo ficam os específicos para cada função: um limitador do foco no topo e o modo do estabilizador por último. O foco é do tipo USM e sem dúvidas o maior destaque desta lente. A velocidade é absurda e virtualmente nunca (nunca!) tive qualquer imagem fora de foco com a EOS 5D Mark II. E o limitador é bacana para aumentar a velocidade, já que o foco caminhará apenas 45º de rotação: é absurdamente rápido para esportes, jornalistas e eventos sociais com menos de 0.2s para percorrer a distância completa. 

Canon EF 70-200mm f/2.8L IS II USM

O estabilizador de quarta geração corrige até quatro stops no final do telephoto, e também é destaque neste modelo. Ele tem uma função (modo 2) que desliga um dos eixos de correção para quando estiver acompanhando o sujeito com panning da câmera. É excelente para alguns efeitos criativos como carros na pista que ficam com o fundo borrado, numa direção só. E ele detecta sozinho o tripé. Neste caso um terceiro modo automático corrige o movimento do espelho da câmera, que pode causar vibrações nas fotos em distância máxima no telephoto 200mm.

“Lua” com a EOS 5D Mark II em f/2.8 1/30 ISO800 @ 145mm.

“Lua” com a EOS 5D Mark II em f/2.8 1/30 ISO800 @ 145mm.

Crop 100%, estabilizador fez um ótimo trabalho segurando a composição em 1/30 @ 145mm.

Crop 100%, estabilizador fez um ótimo trabalho segurando a composição em 1/30 @ 145mm.

Enfim na caixa nós recebemos o pé de tripé que pode ser removido e na maioria das vezes eu uso como alça da lente, na posição invertida. Infelizmente ele não tem marcas para ajustar a posição de retratos, só paisagem. Na frente os filtros são excelentes de ø77mm, muito mais baratos que os novos de ø82mm dos lançamentos recentes. E nada expande durante o zoom/foco, o que colabora para a construção protegida a respingos e poeiras. É realmente uma das melhores lentes da Canon, dignas da linha L telephoto brancas. É construção topo de linha, com recursos topo de linha; para qualidade de imagem topo de linha como nós veremos nos exemplos a seguir.



QUALIDADE DE IMAGEM

“S” em f/8 1/80 ISO50 @ 190mm.

“S” em f/8 1/80 ISO50 @ 190mm.

Se projetar uma standard zoom pode apresentar um desafio técnico em manter a qualidade de imagem na complexa ponta grande angular do range, o mesmo não pode ser dito sobre o telephoto. A priori estas distâncias longas são mais fáceis de desenhar porque os projetos ópticos de mera ampliação da imagem são suficientes para fechar o ângulo de visão; o propósito principal do telephoto. Então qualquer projeto grande, com vários grupos de lentes como a EF 70-200mm f/2.8L IS II USM trata de melhorar o que já era bom: os defeitos pequenos agora são corrigidos. Resultado? Imagens absolutamente perfeitas, sem qualquer sinal de distorção, falta de resolução ou aberrações cromáticas. Todas as fotos com a EOS 5D Mark II, sem correção para aberrações.

“Dream Balloons” em f/2.8 1/60 ISO1600 @ 70mm

“Dream Balloons” em f/2.8 1/60 ISO1600 @ 70mm

Simplesmente não fica muito melhor do que isto. A partir de f/2.8 do centro para as bordas o nível de detalhes é absolutamente impecável dos 70mm aos 200mm, revelando imagens cheias de informações em paisagens ou texturas, cenas longe ou próximas, com contraste excelente de ponta a ponta do quadro. A vinheta é um pouco alta em abertura máxima mas suave do perímetro ao centro; colaborando para cores mais saturadas em composições de primeiro plano nítido e segundo plano em desfoque. O “efeito bokeh” (curta profundidade de campo) é super acentuado em distâncias próximas e a qualidade agrada, é suave e colorido, com blend de tons.

>>> em f/2.8 1/350 ISO800 @ 145mm; contraste perfeito.

>>> em f/2.8 1/350 ISO800 @ 145mm; contraste perfeito.

Crop 100%, detalhes logo em f/2.8.

Crop 100%, detalhes logo em f/2.8.

“Fogo” em f/2.8 1/1000 ISO800 @ 70mm.

“Fogo” em f/2.8 1/1000 ISO800 @ 70mm.

Crop 100%, como lidar com este nível de contraste e nitidez em abertura máxima?

Crop 100%, como lidar com este nível de contraste e nitidez em abertura máxima?

“Luxor” em f/2.8 1/500 ISO200 @ 200mm; vinheta acentuada em abertura máxima f/2.8.

“Luxor” em f/2.8 1/500 ISO200 @ 200mm; vinheta acentuada em abertura máxima f/2.8.

“Marinheiro” em f/2.8 1/1000 ISO50 @ 70mm; bokeh em 70mm.

“Marinheiro” em f/2.8 1/1000 ISO50 @ 70mm; bokeh em 70mm.

Crop 100%, moiré na EOS 5D Mark II em f/2.8 de tanta resolução. :-D

Crop 100%, moiré na EOS 5D Mark II em f/2.8 de tanta resolução. :-D

“Mohammad” em f/4 1/750 ISO400 @ 170mm; bokehlicious em f/4 e 170mm.

“Mohammad” em f/4 1/750 ISO400 @ 170mm; bokehlicious em f/4 e 170mm.

Crop 100%, detalhes perfeitos para ampliações gigantes.

Crop 100%, detalhes perfeitos para ampliações gigantes.

“Amuleto” em f/2.8 1/350 ISO50 @ 140mm.

“Amuleto” em f/2.8 1/350 ISO50 @ 140mm.

Crop 100%, perfeição no telephoto.

Crop 100%, perfeição no telephoto.

“Lâmpada” em f/2.8 1/500 ISO50 @ 135mm; profundidade de campo mínima em f/2.8.

“Lâmpada” em f/2.8 1/500 ISO50 @ 135mm; profundidade de campo mínima em f/2.8.

Crop 100%, reprodução de texturas em abertura máxima.

Crop 100%, reprodução de texturas em abertura máxima.

“Roda” em f/2.8 1/350 ISO50 @ 200mm.

“Roda” em f/2.8 1/350 ISO50 @ 200mm.

Crop 100%, altíssima resolução no telephoto.

Crop 100%, altíssima resolução no telephoto.

Fechando o diafragma e a única diferença fica na profundidade de campo, que continua curta dependendo das distâncias; e na correção da vinheta que vai melhorando até o f/8. A resolução se mantém idêntica inclusive nas pontas da imagem e não há motivos para fechar a lente para atingir melhores níveis de detalhes nas fotos. O controle do f/stop é realmente uma função criativa de contraste e composição: se precisa de mais elementos em foco no seu quadro, feche a abertura.



Diferença na profundidade de campo em f/8 (esquerda) e f/2.8 (direita), com cores mais saturadas por causa da vinheta.

Diferença na profundidade de campo em f/8 (esquerda) e f/2.8 (direita), com cores mais saturadas por causa da vinheta.

“Egípcio” em f/8 1/250 ISO400 @ 70mm, feche a abertura para incluir o cenário na composição.

“Egípcio” em f/8 1/250 ISO400 @ 70mm, feche a abertura para incluir o cenário na composição.

“Camelos” em f/2.8 1/350 ISO50 @ 200mm, ou deixe a lente totalmente aberta para transformar o fundo em textura.

“Camelos” em f/2.8 1/350 ISO50 @ 200mm, ou deixe a lente totalmente aberta para transformar o fundo em textura.

“Giza” em f/8 1/250 ISO50 @ 70mm, distância hiperfocal = tudo em foco.

“Giza” em f/8 1/250 ISO50 @ 70mm, distância hiperfocal = tudo em foco.

Crop 100%, nível de detalhes para impressões grandes.

Crop 100%, nível de detalhes para impressões grandes.

“Colunas” em f/11 1/125 ISO50 @ 88mm, composições gráficas com DoF longa.

“Colunas” em f/11 1/125 ISO50 @ 88mm, composições gráficas com DoF longa.

“Barco” em f/8 1/180 ISO50 @200mm, sujeito isolado em profundidade de campo longa; cenário junto do sujeito.

“Barco” em f/8 1/180 ISO50 @200mm, sujeito isolado em profundidade de campo longa; cenário junto do sujeito.

“Ponte” em f/11 1/125 ISO50 @ 70mm, profundidade de campo longa em f/11 e 70mm.

“Ponte” em f/11 1/125 ISO50 @ 70mm, profundidade de campo longa em f/11 e 70mm.

“Ponte 2” em f/11 1/60 ISO50 @ 200mm; mude as distâncias e perspectiva para acentuar o plano em foco.

“Ponte 2” em f/11 1/60 ISO50 @ 200mm; mude as distâncias e perspectiva para acentuar o plano em foco.

CA é virtualmente inexistente graças a cinco elementos UD e um Fluorite especial. Não. Tenho. Qualquer. Imagem. Do. Acervo. Com. Aberração. Cromática. O mesmo vale para distorção geométrica pincushion + barrel nos extremos do zoom. De novo, alguns sites de reviews juram que eles acontecem em estúdio, mas é por isso que existe o vlog do zack: nas fotos do dia a dia simplesmente não dá para vê-lo sem contar que é fácil de corrigir via software.

“Luxor 2” em f/8 1/750 ISO50 @ 150mm, contraste perfeito contra luz.

“Luxor 2” em f/8 1/750 ISO50 @ 150mm, contraste perfeito contra luz.

Crop 100%, sem qualquer indício de CA lateral, detalhes perfeitos, micro flare.

Crop 100%, sem qualquer indício de CA lateral, detalhes perfeitos, micro flare.

“Istambul” em f/8 1/500 ISO50 @ 200mm; zero distorção, um pouco de vinheta ainda…

“Istambul” em f/8 1/500 ISO50 @ 200mm; zero distorção, um pouco de vinheta ainda…

Crop 100%, mas ZERO CA lateral, impressionante.

Crop 100%, mas ZERO CA lateral, impressionante.

“dishes” em f/8 1/180 ISO50 @ 200mm.

“dishes” em f/8 1/180 ISO50 @ 200mm.

Crop 100%, nada de CA nas bordas também.

Crop 100%, nada de CA nas bordas também.

“Mercado” em f/5.6 1/45 ISO200 @ 200mm.

“Mercado” em f/5.6 1/45 ISO200 @ 200mm.

Crop 100%, nem CA axial no desfoque… Tudo perfeito!

Crop 100%, nem CA axial no desfoque… Tudo perfeito!

Enfim cores e contraste estão a par com as lentes “a partir de 2010” da Canon, o que coloca esta 70-200mm f/2.8L IS II USM como a primeira verdadeira representante dos últimos anos de desenvolvimento deste fabricante. Eles são perfeitos, sem qualquer vazamento de luz em pontos de alto contraste, com arquivos prontos para impressão em formatos gigantes de qualquer sujeito. A prova esta nestes arquivos que eu mostrei como exemplo: nunca vimos nada parecido no vlog do zack, praticamente direto da câmera, sem horas de pós-processamento no Lightroom.

“Montanha” em f/8 1/180 ISO50 @ 70mm, contraste perfeito de cores fortes…

“Montanha” em f/8 1/180 ISO50 @ 70mm, contraste perfeito de cores fortes…

“Nilo” em f/5.6 1/750 ISO50 @ 168mm, ou mesmo tons menos contrastantes são reproduzidos perfeitamente.

“Nilo” em f/5.6 1/750 ISO50 @ 168mm, ou mesmo tons menos contrastantes são reproduzidos perfeitamente.

“01040” em f/4 1/180 ISO1600 @ 70mm, excelentes cores em pouca luz…

“01040” em f/4 1/180 ISO1600 @ 70mm, excelentes cores em pouca luz…

“Göreme” em f/5.6 1/90 ISO200 @ 200mm, ou cores perfeitas em muita luz.

“Göreme” em f/5.6 1/90 ISO200 @ 200mm, ou cores perfeitas em muita luz.

“Nascer” em f/5.6 1/45 ISO200 @ 200mm, excelência no nascer do sol…

“Nascer” em f/5.6 1/45 ISO200 @ 200mm, excelência no nascer do sol…

“Pôr” em f/5.6 1/350 ISO50 @ 200mm, ou perfeição no pôr do sol. :-)

“Pôr” em f/5.6 1/350 ISO50 @ 200mm, ou perfeição no pôr do sol. :-)

“Pescadores” em f/8 1/500 ISO50 @ 105mm

“Pescadores” em f/8 1/500 ISO50 @ 105mm

VEREDICTO

Parece que eu faço chover no molhado quando venho falar dos resultados fotográficos de algumas lentes do vlog do zack, mas juro que elas entregam estas imagens perfeitas. Lógico, estamos falando de lentes com preço a partir de US$2000; o suficiente para comprar dois kits APS-C com objetivas simples. Então infelizmente a lógica se confirma: quer mais qualidade de imagem, pague por isto. A EF 70-200mm f/2.8L IS II USM é uma ferramenta obrigatória para quem trabalha e se orgulha de vender imagens. Desconheço qualquer fotógrafo que se contente com pouco, e esta zoom entrega apenas isto: é muita lente, são muitos resultados, é muito dinheiro. É a objetiva definitiva para um kit zoom high quality Canon. Lógico, ao lado da EF 24-70mm f/2.8L II USM. :-)