Canon EF 17-40mm f/4L USM

O melhor custo/benefício em ultra grande angular zoom L

Fevereiro/2014 – A EF 17-40mm f/4L USM é uma das lentes mais vendidas da Canon porque oferece construção e desempenho “L”, num pacote acessível e fácil de usar. Em US$839 (B&H Photo fev/2014) é a segunda objetiva zoom mais barata da linha ‘profissional’ e completa o kit com abertura f/4 EF 24-105mm f/4L IS USM (US$1149) e EF 70-200mm f/4L USM (US$709), todas custando praticamente metade do preço das equivalentes f/2.8. Apesar do preço baixo, estas três lentes não ficam muito atrás em desempenho óptico e foco automático comparadas as irmãs mais caras, e viabilizam um kit robusto e de alto nível sem fazer um rombo no orçamento. (english)

Canon EF 70-200mm 24-105mm 17-40mm f/4 L USM zoom lens

Ela foi apresentada em maio de 2003 como update da EF 20-35mm f/3.5-4.5 USM, de 1993. Com o projeto renovado a 17-40mm ganhou um elemento Super UD para reduzir chromatic aberration; um sistema de foco mais poderoso com distância mínima de 28cm; sete lâminas redondas no diafragma para um bokeh superior; e vidros sem grafite para adequar a produção com as novas legislações japonesas. Mas o destaque ficou mesmo para o novo range de zoom 2.3x contra 1.75x, que transformou esta EF de uma ultra grande angular no full frame (ângulo de visão de 103.6º a 56.8º) para uma standard zoom no crop, equivalente a 27-64mm (77º a 37º) nas câmeras APS-C.

“Ponte” com a EOS 5D Mark II + EF 17-40mm f/4L USM em f/8 1/250 ISO100 @ 17mm; porta de entrada ao ultra grande angular no full frame da Canon.

“Ponte” com a EOS 5D Mark II + EF 17-40mm f/4L USM em f/8 1/250 ISO100 @ 17mm; porta de entrada ao ultra grande angular no full frame da Canon.

Ela entrou no meu kit especificamente para testes do vlog do zack. Comprei usada no Mercado Livre e ficou por aqui como opção leve e fácil para fotografia grande angular na EOS 5D Mark II, ao lado da zoom Sigma 12-24mm f/4.5-5.6 DG HSM II (muito maior e mais pesada) e da prime EF 14mm f/2.8L II USM (limitada por ser prime). Uso de vez em quando também com a Blackmagic Cinema Camera como uma zoom padrão própria para entrevistas e como uma zoom de rua com weather sealing na EOS 60D, já que o pacote fica bem leve e gostoso de usar. A construção agradará a todos? E a qualidade de imagem, vale a pena? Vamos descobrir. Boa leitura!



CONSTRUÇÃO E OPERAÇÃO

Canon EF 17-40mm f/4 L USM Lens

Em 475gr e 8.3×9.6cm, a EF 17-40mm f/4L USM é a zoom “L” mais leve do lineup e um prazer de usar com qualquer corpo da Canon. Ela equilibra muito bem nas EOS full frame 5D, 6D e até 1D, e não deixa de ficar bacana também nas crop de plástico T3i até 70D. E ainda por cima é das menores em apenas 96mm de comprimento, garantindo um pacote fácil de carregar e que pode ser usado o dia todo sem encher o saco do fotógrafo, uma das vantagens da abertura f/4.

Canon EF 17-40mm f/4 L USM

Feita externamente de plástico e internamente de metal, a lente passa a impressão de qualidade e robustez independente do tipo de trabalho ou como o fotógrafo cuida do equipamento. É daquelas lentes que você pode jogar na mochila sem se preocupar em desalinhar o sistema óptico ou mesmo durante a operação: como todo o sistema é interno (zoom e foco), nada expande do corpo e impede qualquer dano em situações de ação, como fotojornalismo e esportes.

Canon EF 17-40mm f/4 L USM zoom lens

A operação é extremamente simples com anel de zoom próximo do corpo e anel de foco na frente, depois da janela de distância. Os dois tem movimentos suaves e precisos, sem o joguinho que vimos na EF 50mm f/1.4 USM ou o feedback “solto” da maioria das Nikons. O sistema AF é do tipo USM “ring” e silencioso, além de rápido; estamos falando de uma série L genuína e o AF trava instantaneamente em todas câmeras EOS. O sistema full time manual também está presente e é possível compensar o foco manual mesmo com o botão no modo “AF”.

Canon EF 17-40mm f/4 L USM zoom lens

Os filtros na frente são excelentes de 77mm e compatíveis com a EF 24-105mm f/4L IS USM, por exemplo. Não rodam durante o uso o que permite polarizadores e ND graduados o tempo inteiro na câmera. E a lente exige um filtro aqui na frente para completar o weather sealing, já que a vedação contra poeira e água está apenas nos anéis, no botão AF/MF e no mount de metal.



QUALIDADE DE IMAGEM

Eu não deixei de expressar no vlog da EF 16-35mm f/2.8L II USM o meu desapontamento com a qualidade de imagem daquela zoom ultra grande angular. Principalmente considerando o preço e as ofertas de outros fabricantes, como as Nikon AF-S 14-24mm f/2.8G e AF-S 16-35mm f/4G VR, fica evidente que a Canon simplesmente não sabe projetar no ultra wide angle zoom. No caso da EF 17-40mm f/4L USM, a parte boa é que ela é tão medíocre quanto a versão f/2.8 mais cara, com problemas grosseiros de CA lateral em áreas de contraste e a falta de nitidez nas bordas até f/8 (!). Mas por causa do preço, não dá para reclamar tanto e a performance parece mais justa.

“Quarto” com a EOS 5D Mark II + EF 17-40mm f/4L USM em f/4 1/30 ISO800 @ 21mm; contraste é excelente no quadro todo, típico da série L.

“Quarto” com a EOS 5D Mark II + EF 17-40mm f/4L USM em f/4 1/30 ISO800 @ 21mm; contraste é excelente no quadro todo, típico da série L.

Crop 100%; resolução cai demais no perímetro do quadro.

Crop 100%; resolução cai demais no perímetro do quadro.

Começando em f/4 a resolução e nitidez no centro do quadro é excelente sim. Todos os detalhes estarão lá em fotografias de paisagens, arquitetura e rua. Alias que a “nitidez” aparece no quadro todo, com contraste muito bom e linhas definidas. Mas o problema de resolução é gravíssimo nas bordas e está atrás por exemplo da EF 24-105mm f/4L IS USM nas mesmas distâncias focais.

Comparação lado a lado com outras objetivas: EF 17-40mm f/4L USM, EF 24-105mm f/4L IS USM, EF 24mm f/1.4L II USM e TS-E 24mm f/3.5L II, todas em 24mm f/4 1/2500 ISO100. Desempenho da 17-40mm é o pior na borda do quadro; falta resolução totalmente aberta.

Comparação lado a lado com outras objetivas: EF 17-40mm f/4L USM, EF 24-105mm f/4L IS USM, EF 24mm f/1.4L II USM e TS-E 24mm f/3.5L II, todas em 24mm f/4 1/2500 ISO100. Desempenho da 17-40mm é o pior na borda do quadro; falta resolução totalmente aberta.

“Flor” com a EOS 5D Mark II + EF 17-40mm f/4L USM em f/4 1/500 ISO100 @ 17mm; reprodução de cor e contraste, além do bokeh, é destaque nas lentes da Canon.

“Flor” com a EOS 5D Mark II + EF 17-40mm f/4L USM em f/4 1/500 ISO100 @ 17mm; reprodução de cor e contraste, além do bokeh, é destaque nas Canon.

“Aquário” com a EOS 5D Mark II + EF 17-40mm f/4L USM em f/4 1/25 ISO1600 @ 17mm; contraste fantástico em qualquer situação. *CA desta imagem deve ser ignorado, foi causado pelo vidro do aquário.

“Aquário” com a EOS 5D Mark II + EF 17-40mm f/4L USM em f/4 1/25 ISO1600 @ 17mm. *CA desta imagem foi causado pelo vidro do aquário.

“Taipei” com a EOS 5D Mark II + EF 17-40mm f/4L USM em f/4 1/10 ISO800 17mm; basta lembrar de não manter nada importante no centro do quadro para extrair o melhor desta zoom.

“Taipei” com a EOS 5D Mark II + EF 17-40mm f/4L USM em f/4 1/10 ISO800 17mm; basta lembrar de não manter nada importante nos cantos do quadro.

Crop 100%; resolução é boa no meio da imagem.

Crop 100%; resolução é boa no meio da imagem.

Só fechando até f/8 para conseguir um ganho de resolução no perímetro do quadro e na minha opinião é um comportamento ruim para um equipamento desta classe. Notem: as fotos serão boas sim e estas duas lentes (incluindo a 16-35mm f/2.8) são ‘favoritas’ na linha da Canon. Mas pensando em usabilidade e quantidade de luz, qualquer coisa abaixo deste stop é problemático, limitando bastante o uso da lente em condições menos ideais de luz. Isto simplesmente não acontece nas concorrentes da Nikon e prova que as EF ainda tem muito o que melhorar.



“Terraços de arroz” com a EOS 5D Mark II + EF 17-40mm f/4L USM em f/8 1/100 ISO400 @ 26mm. Qualidade de imagem impecável só em f/8.

“Terraços de arroz” com a EOS 5D Mark II + EF 17-40mm f/4L USM em f/8 1/100 ISO400 @ 26mm. Qualidade de imagem impecável só em f/8.

Crop 100%; altíssima reprodução de detalhes em aberturas otimizadas.

Crop 100%; altíssima reprodução de detalhes em aberturas otimizadas.

Crop 100%; resolução nas bordas do plano focal em f/8.

Crop 100%; resolução nas bordas do plano focal em f/8.

“Estação” com a EOS 5D Mark II + EF 17-40mm f/4L USM em f/8 1/60 ISO100 @ 17mm; aplicações de alta resolução, como fotografia de arquitetura, exigem aberturas menores.

“Estação” com a EOS 5D Mark II + EF 17-40mm f/4L USM em f/8 1/60 ISO100 @ 17mm; aplicações de alta resolução exigem aberturas menores.

“Rush” com a EOS 5D Mark II + EF 17-40mm f/4L USM em f/8 1/4 ISO800 @ 21mm; efeitos criativos podem ser feitos ao lado de aberturas otimizadas.

“Rush” com a EOS 5D Mark II + EF 17-40mm f/4L USM em f/8 1/4 ISO800 @ 21mm; efeitos criativos podem ser feitos ao lado de aberturas otimizadas.

“Osaka” com a EOS 5D Mark II + EF 17-40mm f/4L USM em f/8 1/400 ISO100 @ 25mm; contraste excelente para situações de luzes e sombras.

“Osaka” com a EOS 5D Mark II + EF 17-40mm f/4L USM em f/8 1/400 ISO100 @ 25mm; contraste excelente para situações de luzes e sombras.

“STOP” com a EOS 5D Mark II + EF 17-40mm f/4L USM em f/8 1/250 ISO100 @ 39mm; final do zoom permite fotografia de rua sem distorções de perspectiva.

“STOP” com a EOS 5D Mark II + EF 17-40mm f/4L USM em f/8 1/250 ISO100 @ 39mm; final do zoom permite fotografia de rua sem distorções de perspectiva.

Crop 100%; resolução impecável no centro do quadro.

Crop 100%; resolução impecável no centro do quadro.

“Flatiron” com a EOS 5D Mark II + EF 17-40mm f/4L USM em f/11 1/40 ISO50 @ 17mm; ultra grande angular para composições dramáticas.

“Flatiron” com a EOS 5D Mark II + EF 17-40mm f/4L USM em f/11 1/40 ISO50 @ 17mm; ultra grande angular para composições dramáticas.

“Árvore” com a EOS 5D Mark II + EF 17-40mm f/4L USM em f/8 1/200 ISO100 @ 17mm; fotografias com orientação vertical no ultra grande angular brincam com as proporções.

“Árvore” com a EOS 5D Mark II + EF 17-40mm f/4L USM em f/8 1/200 ISO100 @ 17mm; fotografias com orientação vertical brincam com as proporções.

Chromatic Aberration lateral é fortíssimo em áreas de contraste mas facilmente resolvido via software. Já o CA longitudinal não existe no bokeh e a reprodução de cores em geral é excelente, destaque no upgrade em relação a lentes de kit (como EF-S 18-55mm) para quem tem crop.

“Templo” com a EOS 5D Mark II + EF 17-40mm f/4L USM em f/8 1/125 ISO100 @ 17mm; CA lateral invisível dependendo da aplicação, como nesta foto fechada para web.

“Templo” com a EOS 5D Mark II + EF 17-40mm f/4L USM em f/8 1/125 ISO100 @ 17mm; CA lateral invisível nesta foto fechada para web.

Crop 100%; mas basta ver o arquivo com zoom para notar os problemas no foco, imperdoáveis em impressões gigantes (mas fácies de corrigir via software).

Crop 100%; mas basta ver o arquivo com zoom para notar os problemas no foco, imperdoáveis em impressões gigantes (mas fácies de corrigir via software).

Crop 100%; CA lateral grosseiro em áreas de contraste.

Crop 100%; CA lateral grosseiro em áreas de contraste.

“Céu” com a EOS 5D Mark II + EF 17-40mm f/4L USM em f/8 1/400 ISO100 @ 17mm; distorção geométrica complexa no horizonte.

“Céu” com a EOS 5D Mark II + EF 17-40mm f/4L USM em f/8 1/400 ISO100 @ 17mm; distorção geométrica complexa no horizonte.

Crop 100%; CA lateral em áreas de contraste.

Crop 100%; CA lateral em áreas de contraste.

VEREDICTO

Enfim uma lente típica da série L em construção e típica da Canon em qualidade de imagem ultra wide angle: medíocre. O que não quer dizer que não tive ótimas fotos com esta objetiva e que ela não seja um prazer de usar, além de uma boa compra considerando o preço. Mas francamente conhecemos projetos da Nikon e da Tokina com desempenho muito superior, e só quando falarmos de fato daquelas lentes (AF-S 14-24mm f/2.8G, AF-S 16-35mm f/4G VR e Tokina 16-28mm f/2.8 Pro FX) que vocês entenderão como a Canon está atrás na qualidade de imagem das suas lentes ultra grande angular zoom. Vamos torcer por novidades UWA deste fabricante. Boas fotos!